Dieta Atkins: modelo original

A Dieta de Atkins revolucionou de forma significativa a visão que as pessoas tinham sobre a gordura e mudou o alvo das acusações para os hidratos de carbono.

Este modelo prometia transformar o corpo numa máquina de queimar gordura através de um plano alimentar rico em gordura! A dieta de Atkins é uma dieta essencialmente hiperlipidíca e talvez a origem dos modelos cetogénicos criados mais tarde.

Neste modelo, a ingestão de hidratos de carbono totais era extremamente limitada (idealmente abaixo das 20g) e o indivíduo devia alimentar-se de alimentos ricos em proteína mas sobretudo em gordura:

  • Ovos
  • Queijo
  • Carne e produtos cárneos (incluindo bacon, presunto)
  • Molhos (maionese)

Robert Atkins criou, em 1972, o verdadeiro motivo para um pequeno-almoço muito inglês com ovos mexidos e bacon. Num dia normal, o indivíduo chegava a ingerir por dia 60-70% das suas calorias através da gordura o que num plano de 2000kcal podia significar valores como 155g de gordura por dia (~30g porções).

A grande desvantagem deste modelo prende-se com a reduzida lista de alimentos permitidos, a par de fases de indução extremas que consistiam em ingerir apenas gordura durante 24-72h para sair do ponto de estagnação. Conheço quem tenha passado um dia a comer azeite… Actualmente, o novo modelo inclui ainda toda uma linha de produtos destinados a cumprir o plano alimentar e tem fases de indução menos extremas.

Não vamos negar à partida as vantagens inerentes a modelos de baixo teor de hidratos de carbono para um indivíduo com menor sensibilidade aos mesmos. Por isso esta abordagem até pode ser válida em casos específicos. A comunidade científica questiona-se apenas sobre evidência sobre o que é necessário a nível de restrição de hidratos de carbono.

A Atkins é uma very low carb high fat diet na sua essência, no entanto importa esclarecer que limitar os hidratos de carbono a números e não distinguir a sua natureza pode ser uma grande desvantagem do ponto de vista de qualidade nutricional. Neste modelo, todos os hidratos de carbono são contabilizados o que torna também difícil a contagem de alimentos que pouco ou nenhum contributo energético teriam como as hortaliças.

A adesão fácil a este modelo prende-se precisamente com a capacidade de um indivíduo saber quando não está a cumprir, o que facilita e muito a compliance sobretudo numa população em que a consistência seja um factor limitante.

Se tem de ser Atkins ou um modelo mais avançado, deixamos para as descrições de outros modelos similares (ex:. Scivation cut diet).

Esta entrada foi publicada em Dietas com as tags , , . ligação permanente.